Acessibilidade Geográfica a Serviços de Saúde no Brasil | Plataforma de Ciência de Dados aplicada à Saúde

Acesse a Plataforma

Acessibilidade Geográfica a Serviços de Saúde no Brasil

Descrição: 

A localização e o tempo para acessar os serviços são determinantes para diversos tipos de cuidados como atenção ao parto, à traumas e à problemas cardíacos.  Esse projeto visa criar cenários a respeito do deslocamento populacional em busca de atendimento avaliando a relação entre a distância e o tempo de viagem até a unidade especifica de acordo com a intervenção de saúde analisada. 

O objetivo geral é analisar a acessibilidade geográfica a serviços de saúde no Brasil em sua diversidade e desigualdade, caracterizando vazios assistenciais de vários tipos, além de abordar as repercussões para o planejamento em saúde. Mais especificamente pretende-se: compreender o estado da arte da pesquisa sobre acessibilidade geográfica a serviços de saúde; desenvolver análises sobre a acessibilidade geográfica a estabelecimentos de saúde, articulando a distribuição espacial da população, vias e modais de deslocamento, uso da terra, características do relevo e capacidade dos estabelecimentos; debater as repercussões dos resultados no contexto do planejamento em saúde a partir de uma oficina; e, constituir aplicativo web que permita a disponibilização dos resultados dos estudos realizados e embase outras análises.

O projeto é apoiado pelo edital “Fiocruz Inova: Geração de Conhecimento - Novos Talentos” (2018), da Fundação Oswaldo Cruz.

 

Objetivos do Projeto com a Plataforma de Ciência de Dados aplicada à Saúde (PCDaS/Icict):

  • Construir metodologia de análise da acessibilidade geográfica aos serviços de saúde, que permita integrar as diversas questões inerentes à relação entre as distribuições espaciais da população e dos estabelecimentos de saúde, incluindo também a própria capacidade dos estabelecimentos.
  • Explorar formas de visualização das informações produzidas no projeto.

 

Equipe:

Ricardo Antunes Dantas de Oliveira (ICICT, coordenação); Diego Ricardo Xavier Silva (ICICT); José Carvalho de Noronha (ICICT); Maurício Gonçalves e Silva (IBGE).

Pesquisadores e técnicos da Plataforma de Ciência de Dados aplicada à Saúde (PCDaS/Icict).

 

Data de vigência do projeto: 
quinta-feira, 5 Setembro, 2019